REFERENCIAL DE AMOR

julho 13, 2016

                                                                                                    FONTE: PINTEREST

Não me lembro de na infância, ter assistido desenho animado ou ouvido estorinhas que me fizessem crescer tendo em mente um referencial de amor do tipo, "felizes para sempre". Na minha infância, eu brincava descalço pelo quintal, não assistia TV. Quando me tornei adolescente, não saia com coleguinhas, não tinha interesse no sexo oposto. 

Meus interesses eram brincar de bonecas - até os 15 com orgulho rs - e ler. E não lia romances. Eu lia estórias de aventura. Meu primeiro beijo foi aos 16, me interessei realmente por um garoto aos 17 e não fiz nada pra tornar meu bem querer em namoro. Eu amei calada. 

Esse amor cresceu junto comigo. Lado a lado. Veio comigo pra vida adulta. E ainda me faz companhia pelo menos uma vez por semana. Meu amor é meu amigo. Mas acima de tudo, é meu parceiro de alma. Tem lá a vida dele,  o relacionamento dele e eu tenho por ele o maior amor do mundo, mas não é um amor de namorados, de amantes. 

Meu amor por ele foi lapidado pelo tempo e está hoje na sua melhor versão, a versão que tem tudo pra durar a vida toda. Se tornou amor de família, parceria pras horas certas e incertas. Nunca tivemos nada físico. Melhor assim. Porque em alguns casos, ter algo físico pode estragar todo o resto. 

Vai saber se nosso amor sobreviveria a isso. Nunca arriscamos. E não há arrependimentos dessa natureza. O amor que me unirá a um homem, que me possibilitará começar uma família, esse ainda não chegou. Ainda quero e espero por esse amor. Um amor que me faça querer sempre ficar, nunca desistir, que traga consigo cumplicidade no olhar, no silêncio, nas piadas internas. 

Como disse, não tive em minha criação referências de amores melosos, amores impossíveis, desses onde a mocinha espera ser salva por um príncipe montado em seu cavalo e também não me ensinaram a aceitar qualquer coisas que se diz amor. Meu referencial de amor não é moldado na ilusão. Aprendi o que é o amor e o que esperar desse amor, trazendo no peito o meu primeiro amor e vendo os erros de quem encontrou paixão e julgou que aquilo era amor.




  • Share:

You Might Also Like

4comentários

  1. eu to amando seu blog serio muito lindo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Muito bom saber que você está gostando.

      Excluir
  2. O amor nunca será como os contos de fadas, adorei o seu texto ♥
    Beijos
    www.conversandocomalua.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já será! Fico muito feliz que tenha gostado.
      Beijos Day

      Excluir